Corte e Conservação

O que é a Taxidermia? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 

Taxidermia, é o termo geral que descreve os vários métodos de reprodução de uma vida, como a representação tridimencional de um animal, para exposição permanente.

 

Na maior parte dos casos, a pele real (incluíndo peles, penas ou escamas) do espécime é preservada e montada posteriormente sobre uma armação artificial. Em muitos casos, o modelo é reproduzido totalmente com matérias sintécticas.

 

A palavra Taxidermia, deriva do grego: Táxis, que quer dizer circulação e Derma, que quer dizer pele.
Assim traduzindo livremente, taxidermia quer dizer a circulação da pele. Esta é uma definição adequada, visto que o taxidermista após retirar a pele do animal, tenta dar-lhe vida no molde, ajustando-a de forma a criar todos os recortes e pregas que ela fazia no animal em vida.

 

A prática moderna de Taxidermia, incorpóra várias artes, tais como carpintaria, marcenaria, curtimento, moldagem e fundição, mas também requer talento artístico, incluíndo a arte a escultura, pintura e desenho. Por exemplo, na montagem actual de um Veado, só os cornos e a pele são naturais, tudo o resto é artifícial. Os olhos são de vidro, as pálpebras são esculpidas em barro, os tecidos moles do nariz e da boca são esculpidos a partir de epóxi ou cera e o manequim ou "forma" (que integra a anatomia de cada músculo e veia) é feita através de espuma de poliuretano.

 

Nos dias de hoje, alguns trabalhos em Taxidermia, não contém qualquer parte do animal (a maior parte dos tabalhos de peixes de água salgada), eles são totalmente re-criados a partir de matérias sintécticas. Este método é ideal para os pescadores profissionais, que após captura e libertação, poderão ficar com um troféu de tamanho real, bastando para isso umas fotos e algumas medições do peixe capturado.

 

Os trabalhos de Taxidermia, são exibidos posteriormente em Museus, Instituições Educacionais, Empresas, Restaurantes e Casas.